Câimbras

26 Maio 2015
699 Views

Câimbras podem acontecer quando menos se espera. De repente, a pessoa sente uma dor intensa provocada por contrações involuntárias de um ou mais músculos, repentinas e prolongadas. As contrações usualmente se instalam nos membros inferiores e ocorrem em espasmos, tornando visíveis os músculos e tendões contraídos.

A contração muscular localizada e involuntária se manifesta geralmente na prática de uma atividade física, principalmente se o esportista estiver pouco condicionado ou mal alimentado. O espasmo aparece quando os músculos carecem de condições adequadas para realizar um esforço diferente do habitual.

O local mais comum da câimbra surgir é na panturrilha – a popular “batata da perna”, nos pés, parte anterior e posterior da coxa. Isso porque, provavelmente, são os músculos mais exigidos durante algumas atividades físicas.

Em geral, as câimbras musculares são causadas pela prática de esportes ou por determinadas atividades profissionais, estas duram poucos segundos, e melhora com o alongamento da região, sendo considerada benigna. Mas quem sofre com câimbras de maneira constante, em mais de um grupo muscular, sem relação com exercício físico e com duração de mais de um minuto sem melhorar com o alongamento, deve procurar a ajuda de um médico, já que o problema pode estar relacionado a alguma doença orgânica: endócrina, neurológica ou metabólica.

Existem estudos que indicam que algumas medicações, como os diuréticos podem estar associadas ao aparecimento das câimbras, caso o problema seja frequente, é importante consultar o médico, o qual prescreveu a medicação.

Já as câimbras noturnas na perna, muitas vezes não têm causa aparente, mas sugerem a associação com algumas doenças sistêmicas.

Entre as causas mais comuns das câimbras, é válido citar:

  • Uso exagerado da musculatura: em atividades que sobrecarreguem determinados músculos, tanto em atletas como em trabalhadores braçais ou em pessoas que trabalham na mesma posição durante muito tempo;
  • Desidratação: A água facilita as contrações e o relaxamento das fibras musculares e dos tendões. A falta deixa-os mais sujeitos a espasmos;
  • Baixas temperaturas: O frio faz com que a musculatura fique mais tensa e contraída, o que facilita a ocorrência de espasmos das fibras musculares;
  • Má circulação: Estreitamento das artérias que irrigam os membros inferiores – pode provocar câimbras, quando a musculatura é solicitada com mais intensidade;
  • Carência de sais minerais: Falta de potássio, cálcio ou magnésio na dieta alimentar pode estar por trás de quadros de câimbras frequentes;
  • Alterações metabólicas: Diabetes, Hipotireoidismo, Anemia, Alcoolismo e Hipoglicemia;
  • Doenças neurológicas: Parkinson, sequelas de AVC e Doenças Musculares Degenerativas (Miopatias);
  • Outras causas: Desequilíbrios hormonais e mulheres grávidas estão mais sujeitas a desenvolver episódios dolorosos de câimbras.

Prevenção:

  • As câimbras podem ser prevenidas ao se evitar a prática de esforço físico excessivo;
  • Através de alongamentos antes e após os exercícios;
  • Hidratação adequada – beber muito líquido para ficar hidratado durante o exercício. Reponha níveis de sódio durante os intervalos de exercícios pesados e transpiração abundante com uma bebida esportiva como os isotônicos.
  • Alimentação balanceada: com a ingestão de frutas (banana, morango, mamão, água de coco, melancia), verduras (verde escuras – couve, espinafre, brócolis), legumes, leguminosas (feijão, lentilha, grão de bico), cereais integrais (arroz integral, aveia), nozes e castanha do Pará.

Quando sentir câimbras massageie a região afetada e tente alongar o músculo afetado.

            Fonte de pesquisa:  www.einstein.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *