Exercício físico não é ‘chave para combater obesidade’

24 Abril 2015
370 Views

Artigo cientifico publicado e assinado por três especialistas da Grã-Bretanha, Estados Unidos e África do Sul, mostra a crítica dos médicos a respeito do mito de que se tem transmitido pela industria incluindo a coca-cola que teve gasto em 2013 de mais de US$3 bilhões de dólares em publicidade transmitindo a mensagem de que vale a pena toda caloria ingerida na coca cola e ainda que você pode beber a vontade desde que se exercite.
A atividade física permite a redução de riscos de desenvolvimento de doenças cardiovasculares diabetes e algumas forma de câncer em até 30% mas segundo o artigo a atividade física teria um papel pequeno neste controle de peso e a política pública deve lutar pela qualidade da alimentação
Eles afirmam que o problema da obesidade está no alto consumo de açúcar e carboidratos nas dietas modernas. E ainda atribuem a culpa na indústria que insiste em afirmar que o exercício físico compense os efeitos negativos da má alimentação.

A Coca-cola por exemplo é uma das grandes vilãs pois só em 2013 Porém a ciência nos diz e fica cada vez mais comprovado por nossos nutricionistas que a origem da caloria é fundamental

“Segundo o relatório sobre o peso global das doenças da (publicação científica) “Lancet”, uma dieta pobre já gera mais doenças que a inatividade física, o álcool e o fumo juntos.”

O que fazer então?

Bem, uma coisa não anula a outra ou seja, os exercícios tem um papel menor, mais ainda tem um papel, então nossa recomendação é que antes de qualquer coisa sejam feitos exames e procure uma nutricionista, para que com uma alimentação correta o paciente inicie atividades físicas regulares para que além da perda de peso desfrute dos outros benefícios já citados acima.