Médica dá dicas para evitar coceiras, corrimentos e infecções.

21 Maio 2015
346 Views

A higiene íntima deve ser uma das prioridades das mulheres para proteger a região genital de coceiras, corrimentos, infecções e outros problemas ginecológicos. E quem vai revelar os segredos para manter a flora vaginal sempre saudável é a ginecologista Diana Vanni. Segundo a médica, a higiene íntima deve ser feita diariamente com água morna e sabonete líquido específico para a região vaginal. Uma dica na hora de escolher entre tantas opções nas gôndolas dos supermercados e farmácias é verificar se na formulação contém ácido lático, o que garante a manutenção do pH ácido da vagina.

A recomendação é que o sabonete líquido íntimo seja usado a partir da primeira menstruação, antes disso é contraindicado. A versão em barra contém substâncias que deixa o sabonete alcalino, o que pode altera a barreira de proteção da vagina.

A médica explica que o pH ácido da vagina, que varia de 3,8 a 4,5, é o ambiente ideal para a defesa da região contra os micro-organismos. No entanto, alguns fatores são capazes de alterar esse equilíbrio, como estresse, baixa resistência, má alimentação, gravidez, menstruação (principalmente prolongada), relação sexual, alterações hormonais, menopausa e sabonetes em barra, esclarece a médica.

O pH alcalino facilita a proliferação de bactérias não saudáveis na região genital, causando coceiras, corrimentos e infecções. Por isso, é tão importante dar atenção para a higiene íntima, avisa a ginecologista.

A maioria dos casos de parto prematuro está associada a infecções. Por isso, é importante prestar atenção na saúde da flora vaginal também da gestante. Entre os sintomas da vaginose, corrimento mais espesso e amarelado e mudança de odor na região.

A escolha do tecido e tipo de calcinha também é fundamental para manter a flora vaginal saudável. Segundo a médica, as calcinhas de algodão são as melhores opções, pois não “abafam” a região como as de tecidos sintéticos ou lycra.

É importante também lavar a calcinha com sabão suave antes de usá-la pela primeira vez e evitar o modelo fio dental porque deixa a região muito exposta. Outra atitude protetora é dormir sem calcinha e não usar protetor diário.

Vá sempre a um ginecologista !

Fonte: R7

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *